quarta-feira, março 31, 2010

Melancolia

De repente um vento gelado envolve o meu corpo, como se o calor da tarde também me abandonasse. É estranho se sentir assim, como que desligado do mundo.
Estar dançando no meio da pista, envolvido pelo barulho da música, dos gritos e o som mudo dos gestos das pessoas, antes de uma luz de transição cair sobre si. E então você se vê sozinho, no meio da rua, com os ouvidos cheios de ecos, as melodias todas rolando apenas dentro da cabeça.
Fogem-me as palavras, como gatinhos ariscos. Persigo-as, tentando prender tudo dentro do texto coeso e coerente. Não, deixa como está. O fato é que antes eu vinha falando muitas bobagens. Meu silêncio tem sido terapêutico. Minha omissão se tornou uma ação de generosidade. Hão de reconhecer, um dia.

3 Comments:

Anonymous Anônimo said...

texto plagiado.

abril 02, 2010 5:27 PM  
Blogger Deco Ica said...

A mãe vai bem?

abril 02, 2010 6:48 PM  
Blogger W said...

1° de abril atrasado, Rafa!!

abril 03, 2010 9:19 PM  

Postar um comentário

<< Home